terça-feira, 26 de outubro de 2010

Entrevista GM André Diamant

Boa noite, estamos aqui mais uma vez, com mais uma entrevista com um grande jogador brasileiro, desta vez o GM André Diamant.

Grande Mestre desde o ano de 2009, campeão brasileiro em 2008, com um rating atual de 2498 e com LiveRating de 2513, tendo feito uma otima Olimpiada em 2010 e atualmente morando no Texas, EUA, ele nos conta como esta sendo a vida fora do Brasil, familia e claro, Xadrez.
Diamant tem 20 anos, é marido de Mara e pai de Isaac de quase 2 anos.


Vamos à entrevista:
XadrezUnderground: Como anda a vida de casado? e de pai?
André Diamant: A vida de casado é muito boa! Eu e a Mara estamos nos saindo muito bem, agente dividi as tarefas (óbvio que ela faz quase tudo) e no fim tudo se encaixa. O Isaac está falando mais agora e vive pedindo Coca Cola.
XU: Você está morando nos EUA, como foi parar aí?
Diamant: Ano passado joguei a Spice Cup (detalhe da produçao: ele jogara novamente este ano o torneio com inicio nesta quarta feira), em Lubbock e a Susan Polgar me convidou para morar aqui e acabou rolando.
XU: Como é a vida de um brasileiro fora do Brasil? Se virando bem com o inglês?
XU: O que mais faz falta da vida no Brasil? O que tem de mais espetacular em morar nos EUA?
Diamant: A vida de um brasileiro fora do Brasil aparentemente é muito boa, eu estudo no maior campus universitário da América, tenho acesso a tudo nele, ainda não ouvi falar de um assalto, essa é uma tranquilidado que não tenho no Brasil. No Brasil eu frequentava a Hebraica e não falta estrutura por lá, acho que só peca no professor de xadrez de lá, um tal de Salama que é uma prego, rs! Sinto falta também da familia, dos meus amigos, da Vivi Bigio, que me aturou pelos longos 3 anos, do meu apoiador José Luis Goldfarb que levava a gente nos melhores restaurantes de SP, rs! Sinto falta das conversas com ele também.
XU: Você pretende vir ao Brasil jogar algum torneio seja este ano ou ano que vem?
Diamant: Ainda não sei o que vai rolar mais para frente, acho bem difícil jogar alguma coisa no Brasil já que o ritmo aqui ta bem puxado, mas quem sabe!
XU: Você esteve muito bem na Olimpiada. Qual foi sua preparação para ela?
Diamant: A Olimpiada foi um torneio a parte para mim. Acho que o mais importante para o meu desempenho ter sido acima da méda, foi a tranquilidade que eu tinha para as partidas, já que as coisas estavam muito bem na minha nova casa, a unica coisa que me preocupava era o bem estar dos cidadãos de Lubbock, já que a Mara estava no volante na minha ausência.
XU: Como estava o clima dos brasileiros na Olimpiada?
Diamant: O clima dos brasileiros não poderia estar melhor, fora dos tabuleiros a equipe estava sempre junta, jogando winning eleven/dance evolution inclusive algumas integrantes do time feminino se arriscaram, o espirito era de ser campeão mesmo, todas as vitorias foram muito bem comemoradas com o patrocínio dos nossos superiores e a derrota contra a Itália foi o momento em que a casa realmente caiu, rolou brigas internas, pareceu que o mundo ia acabar para todos da equipe.
XU: Estar entre as estrelas do xadrez mundial, e no fim do torneio ter a 6a melhor porcentagem em uma Olimpiada. Qual a sensação? Trouxe algum "brinde" de lá?
Diamant: Sobre esta pergunta eu conto uma história. Na segunda rodada estavamos jogando contra a China e eu cometi um erro muito grotesco de abertura. Simplesmente joguei uma Catalan de pretas dando um tempo limpo pro meu adversário. Nessa hora o Wang Yue e o Wang Hao começaram a olhar os dois para a minha cara e começar a rir, eu por ali havia sacado a viagem da minha parte e quando olho para tras ninguem mais ninguem menos que o Kramnik olhando minha posição sem entender nada (ele, o lord da Catalan e de todo o xadrez antes que eu me esqueça) e a Jacqueline conta que a cara de aterrorizado que eu olhei pro Kramink quando eu vi ele olhando a minha partida era de quem ia ter um ataque cardíaco.
Eu tive a minha história animadora quando conversei com os italianos no dia seguinte do nossa match e o GM Vocaturo comentou que eles ficaram bem contentes com o emparceiramento quando eles viram que eu não estava escalado (Krikão e Fier que me perdoem por comentar isto aqui)
XU:Rolam festas em um torneio como esses? Como se comportam os jogadores Top?
Diamant: Claro que rola festa, teve 2 grandes festas e todos marcaram presença. Eu e Krikão chegamos a marcar uma partida de futebol com o Carlsen que ficou todo empolgado mas pro dia seguunite da bermuda Party, só ele deve ter aparecido pro futebol, rs!
XU: Sabemos que você tem varios apelidos (Tina, Tinamaid, Daia)... tem mais algum que a gente não saiba? Comente um pouco sobre isso.
Diamant: Sobre meus apelidos o mais usado ultimamente é o Tinamaid, Tina é zuação e Daia só bambi me chama assim rs!
XU: Faça uma auto-pergunta e uma auto-resposta sobre qualquer assunto que você queira comentar. (Aqui deixo claro que não houve qualquer interferência dos autores do blog, que só viram as respostas quando do recebimento das mesmas...)
Diamant: O que eu acho do Salama e do Cirilo? Apesar dos caras não serem os melhores enxadristas, pokerplayer, blogueiros, professor, faxineiro e tudo o que resta na face da Terra, tenho muito carinho pelos 2, já que um deles me dava carona todos os dias para casa e o Cirilo fez eu ir no aniversário dele até Poá, com o Abdalla, Torsani e o Catraca pra no fim ganhar o torneio junto com o Abdalla e a gente dividir a esmola entre todos.
XU: Agradeçimentos, beijos, contato, este é seu espaço.
Diamant: Queria comentar que na Olimpiada perdi o número de vezes que discuti com o presidente da CBX, o Pablyto e que todas as vezes em que ele estava errado ele abaixou a cabeça e todas as vezes em que estava certo colocou moral. Apesar de tudo, foi super gente boa comigo e meu freguês no Winning Eleven, deixo um abraço para ele e as palavras, que hoje só tenho admiração por ele.
E claro, mais importante, deixar um eu te amo para minha patroa e agradecer ela por me aguentar e de não me por para dormir na rua!
Agradeçemos ao Diamant pela entrevista, desejamos muito sucesso a ele nessa nova empreitada e esperamos poder nos rever em breve.
Abraços e beijos
André Salama

2 comentários:

Salustiano disse...

Parabens Andre Diamant

Edmundo disse...

Caro Cirilo,
Desejaria que o vc comentasse as denúncias sérias que estão sendo feitas pela imprensa, Ministério público Federal e polícia sobre o programa segundo, federação paulista de xadrez e ministério do esporte na cidade de Americana. Veja as matérias http://blogdocruz.blog.uol.com.br/ http://www.oliberalnet.com.br/cadernos/cidades_ver.asp?c=3AB48DC6211